O combate à fome no limiar do século XXI

A segunda metade do Século XX desfechou dois golpes fulminantes na idéia malthusiana de que o crescimento populacional está na raiz dos problemas alimentares mundiais e que somente políticas voltadas explicitamente a conter a expansão demográfica podem evitar o pior.

Desafios impostos pela volta do homem ao campo

É com números assustadores que o fantasma do êxodo rural vem, sistematicamente, atormentar a consciência da opinião pública brasileira e reforçar a convicção arraigada de que quase nada resta a fazer: afinal, o esvaziamento dos campos é uma questão de tempo, como prova a experiência dos países desenvolvidos.

Custos de uma política social necessária

Programas de crédito visando populações de baixa renda têm como objetivo central reduzir o que as ciências sociais contemporâneas têm chamado de assimetria de informação: em termos globais, ninguém ignora que os pequenos tomadores de empréstimos tendem a ser bons pagadores e que

Funções e medidas da ruralidade no desenvolvimento contemporâneo

Texto para Discussão feito por Ricardo Abramovay para o IPEA (N 702, Rio de Janeiro, janeiro de 2000). Texto para Discussão tem o objetivo de divulgar resultados de estudos desenvolvidos direta ou indiretamente pelo IPEA, bem como trabalhos considerados de relevância para disseminação pelo Instituto, para informar profissionais especializados e colher sugestões.

Soluções para o dilema da eficiência e da eqüidade

O capítulo sobre distribuição de renda do mais vendido manual contemporâneo de introdução à economia, o de N. Gregory Mankiw (Editora Campus) conclui de maneira sóbria que as sociedades enfrentam necessariamente um dilema (um trade-off) entre eqüidade e eficiência. O crescimento (a utilização eficiente dos recursos) supõe poupança e portanto uma certa concentração que sacrifica forçosamente a igualdade.

Preservar para lucrar com os cerrados

O que está em jogo na discussão da Medida Provisória do Código Florestal não é a exigência de se fazer uma opção entre agricultura e preservação ou, em outras palavras, entre desenvolvimento e meio ambiente.

Entre a intenção e o gesto

O protecionismo agrícola da União Européia é um tema bastante árido e não se pode ter segurança que, fora do estreito círculo dos economistas agrícolas, os próprios europeus tenham uma idéia muito clara dos rumos que estão tomando as políticas voltadas a este setor.

Protecionismo e Desenvolvimento Agrícola

É geralmente de maneira espetacular que os agricultores europeus alcançam a mídia internacional. Tomates despejados sob o Arco do Triunfo, tratores quebrando a rotina dos funcionários de Bruxelas, vitrines de Mac Donald’s sacrificadas na estação de neve onde anualmente se reúne a elite econômica e política mundial, em Davos, na Suíça: estas cenas evocam